Segunda, 14 de Junho de 2021
89 999900379
Política Os motivos

Deputado Júlio Arcoverde é chamado às pressas para tentar apaziguar crise na gestão de Marcelo Costa

Um detalhe muito importante sem a presença do vice-prefeito Rubens Alencar que também é do (PP)

15/05/2021 22h46
Por: Redação Fonte: Redação
Deputado Júlio Arcoverde é chamado às pressas para tentar apaziguar crise na gestão de Marcelo Costa

O clima tenso provocado pelo pedido de exoneração de Liduína Alencar da Secretaria de Saúde e da iminente saída de Íris Moreira da Secretaria de Governo, pois foi apontada supostamente como o pivô da crise, fez com que Marcelo Costa (PP) recorresse imediatamente ao Deputado Júlio Arcoverde para apaziguar os ânimos.

A vinda do Deputado aconteceu na última sexta-feira (14/05) e o encontro entre ele, o Prefeito Marcelo Costa, os vereadores da base aliada e a Secretária de Governo Íris Moreira aconteceu na residência de Marcelo Costa por volta da meia noite, portanto após a Sessão da Câmara. Um detalhe muito importante sem a presença do vice-prefeito Rubens Alencar que também é do (PP).

Os rumores que correm nos bastidores da cidade e algumas informações, supostamente vazadas da reunião, dão conta de que Marcelo avalia que a saída de mais um membro do primeiro escalão fragilizaria ainda mais, o já desestruturado governo municipal, se referindo à suposta saída de Íris Moreira. A própria secretaria vem alardeando aos quatro cantos da cidade que deverá entregar em breve a Secretaria. Outros dizem que o alarde da gestora é apenas uma forma de valorizar o próprio passe.

O que se percebe é que já não dá mais para esconder o “CLIMA DE DISCÓRDIA” dentro do próprio grupo, como deixou claro em sua despedida, a ex-Secretária de Saúde, Liduína Alencar.

Júlio Arcoverde que é presidente estadual do PP terá agora a difícil tarefa de reunificar em Valença do Piauí um grupo muito divido e carregado de vaidades pessoais. No encontro de emergência participaram os vereadores Vanildo Castro, Benoni José, Edilsa do Vale e Devaldo Nunes.

A difícil missão de Júlio se dá pela diversidade do grupo de Vereadores do PP. Edilsa do Vale faz parte da ala ligada a Rubens Alencar e teve como cabo eleitoral em sua campanha, além do vice-prefeito, a ex-Secretária de Saúde, Liduína. Benoni, apesar de pertencer aos quadros do PP tem vinculação com os deputados Flávio Nogueira, pai e filho, o vereador Devaldo Nunes, que já foi chamado pela própria irmã Patrícia Nunes, de “VEREADOR MARIONETE”, é ligado umbilicalmente a Elisangela Carvalho da base do Governador Wellington Dias, e terá de escolher entre ela e os caprichos de Íris que lhe cobrará certamente muito caro o apoio político. Vanildo Castro dá demonstrações de que pode apoiar Júlio no futuro, mas não aceitará ficar na sombra de Íris como Devaldo Nunes.

As fissuras na base aliada de Marcelo Costa se revelam mais complexas do que se imagina, e refletirá, inclusive, na sucessão estadual do ano que vem. Por enquanto o clima em Valença continuará tenso, pois a saída de Liduína revelou bem antes do que se imaginava as divergências de uma base desalinhada.