Quarta, 14 de Abril de 2021
89 999900379
Cidades Luta

Mulheres dedicam 11 horas a mais que homens aos afazeres domésticos e/ou cuidados com pessoas no PI

Isso significa que as mulheres trabalham mais que o dobro de horas que os homens nessas atividades

08/03/2021 00h52
Por: Redação Fonte: Ascom/IBGE
Mulheres dedicam 11 horas a mais que homens aos afazeres domésticos e/ou cuidados com pessoas no PI

Enquanto as mulheres do Piauí dedicam cerca de 22,4 horas semanais aos afazeres domésticos e/ou cuidados com pessoas que moram no domicílio ou parentes que residem em outros locais, os homens do estado gastam apenas 10,7 horas em média. Isso significa que as mulheres trabalham mais que o dobro de horas que os homens nessas atividades, de acordo com o estudo Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil, do IBGE.

As mulheres gastam mais tempo que os homens com os afazeres domésticos e/ou cuidados com pessoas em todos os estados do país. A maior diferença é na Paraíba, onde as mulheres dedicam 13,3 horas a mais que os homens nessas atividades. O Piauí fica em sexto lugar com diferença de 11,7 horas. O desequilíbrio é menor no Amapá, onde as mulheres trabalham 5,3 horas a mais que os homens. No Brasil, em média, as mulheres dedicam 10,4 horas a mais que os homens.

O cenário é parecido mesmo entre as pessoas que, além de trabalharem em casa, também exercem alguma ocupação remunerada. No Piauí, as mulheres ocupadas dedicam ainda cerca de 20,6 horas semanais aos afazeres domésticos e/ou cuidados com pessoas. A média semanal cai para 10,5 horas entre os homens ocupados. A diferença entre os sexos é de 10,1 horas a mais para as mulheres.

Mesmo em condições ocupacionais iguais, as mulheres trabalham mais em casa que os homens em todo o Brasil. Considerando somente entre as pessoas ocupadas, o Piauí tem a terceira maior diferença de horas entre os sexos (10,1 horas). Apenas Paraíba (10,9 horas) e Sergipe (10,7 horas) superam o Piauí. A menor diferença é, novamente, no Amapá (4,3 horas).