Segunda, 25 de Janeiro de 2021
89 999900379
Cidades Situação

O ex-prefeito Walfredo Filho em sua rede social postou a sua preocupação sobre o posicionamento da nova gestão

Esperamos que o sindicato dos servidores não se cale perante essa situação e junto ao executivo e legislativo, resolva esse impasse o mais rápido possíve

08/01/2021 21h08
Por: Redação Fonte: Ascom
O ex-prefeito Walfredo Filho em sua rede social postou a sua preocupação sobre o posicionamento da nova gestão

O ex-prefeito Walfredo Filho em sua rede social postou a sua preocupação sobre o posicionamento da nova gestão sobre o pagamento dos servidores.

Veja:

Amigos ouvindo agora a pouco uma entrevista da Chefe de Gabinete da Prefeitura de Valença fiquei apreensivo e preocupado, pois historicamente os servidores municipais em uma final de gestão, sempre ficam com seus salários do mês de dezembro a serem pagos pelo próximo gestor.

Na nossa história mais recente em 2000 quando o Dr. Jarbas assumiu a gestão do ex-prefeito Alcântara na época deixou também 2 meses em atraso, com um discurso parecido com esse de hoje a nova gestão da época não pagou esses salários referentes ao exercício de 1999 e ainda deixou no final de sua gestão mais um mês em 2003.

Por ironia do destino, ou não, Alcântara retorna ao poder em 2004 e por sua vez, não só pagou os dois meses que ele teria deixado em 1999 como também pagou o mês deixado por Dr. Jarbas, para isso, bastou ter boa vontade e solicitar autorização a Câmara, onde a mesma aprovou e foi pago os 3 meses através de um parcelamento. Quando eu assumi em 2013 também ficou o mês de dezembro a ser pago pela nova gestão e nos pagamos todos os servidores já no dia 10 de janeiro, da mesma forma foi quando a Ceiça assumiu, dia 10 de janeiro a mesma honrou o pagamento dos servidores.

Dito isso, esperemos nós servidores que o atual prefeito honre com os servidores seus salários, pois a dívida é do município e não do gestor, salário é sagrado, muitos desses servidores só tem esse salário em casa como renda para sustentar toda sua família.

Esperamos que o sindicato dos servidores não se cale perante essa situação e junto ao executivo e legislativo, resolva esse impasse o mais rápido possível.