Segunda, 18 de Janeiro de 2021
89 999900379
Política Transporte

“Não haverá aumento da tarifa de ônibus em janeiro”, garante Dr. Pessoa

Dr. Pessoa abriu um diálogo com os empresários de transporte coletivo e pediu união para tentar encontrar uma solução para o sistema Inthegra, que é criticado por usuários e donos de empresas

18/12/2020 17h12
Por: Redação Fonte: cidadeverde.com
“Não haverá aumento da tarifa de ônibus em janeiro”, garante Dr. Pessoa

O prefeito eleito, Dr. Pessoa (MDB), garantiu que não irá reajustar a tarifa de ônibus de Teresina, uma das primeiras decisões que deverá adotar quando assumir em 1º de janeiro. 

Hoje pela manhã, Dr. Pessoa esteve reunido com o presidente do Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina), Edmilson Carvalho, e o novo superintendente da Strans (Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito), major Cláudio Pessoa. Participou da reunião, o vice-prefeito e o novo secretário de Finanças, Robert Rios e o futuro secretário de Governo, Adolfo Nunes.

Dr. Pessoa abriu um diálogo com os empresários de transporte coletivo e pediu união para tentar encontrar uma solução para o sistema Inthegra, que é criticado por usuários e donos de empresas. 

“Dr. Pessoa abriu uma comunicação com os empresários de transporte público, pois tanto os empresários como os usuários não gostaram das modificações adotadas no sistema. O novo modelo queremos contar com a participação de todos”, disse Robert Rios.
O vice-prefeito também reafirmou que a nova gestão não irá reajustar a tarifa de ônibus em janeiro.

“Vocês podem ter uma certeza, Dr. Pessoa não quer e não vai aumentar a tarifa de ônibus. A Prefeitura já paga um subsídio elevadíssimo”, garantiu Robert Rios. 

Dr. Pessoa, durante a campanha, chegou a dizer que daria um prazo de dois meses para chegarem a um entendimento, caso contrário iria municipalizar o transporte da capital. 

Até o dia 31 de janeiro, de acordo com contrato de licitação firmado em 2015, a Prefeitura de Teresina deve anunciar a nova tarifa do ônibus. Quem realiza os cálculos é a Strans com base em três parâmetros: custo da mão de obra, aumento dos combustíveis e peças de veículos automotores. 

Em janeiro deste ano, o cálculo da passagem de ônibus ficou em R$ 4,22. No entanto, o prefeito Firmino Filho subsidiou os 22 centavos e a tarifa inteira ficou R$ 4,00 e a meia passagem R$ 1,35. 

Possivelmente, a nova tarifa prevista para 2021 ficará acima de R$ 4,22, dependendo dos cálculos. 

Pelo levantamento da Strans, cerca de 220 mil viagens são realizadas dia antes da pandemia. Com a crise provocada pelo novo coronavírus a quantidade de viagens caiu para 54 mil por dia.