01 BANNER OFERTAS
Brasileiro

Santos supera Fluminense na Vila Belmiro e vence a segunda no Brasileirão

Atuando em casa, o Santos teve mais volume de jogo e criou suas principais chances

02/05/2019 23h27Atualizado há 4 meses
Por: Redação
Fonte: esportes.estadao.com.bt

No duelo entre os inventivos Jorge Sampaoli e Fernando Diniz, o Santos se deu melhor. Nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, com gols marcados no segundo tempo por Eduardo Sasha e Carlos Sánchez, derrotou o Fluminense por 2 a 1, pela segunda rodada do Campeonato BrasileiroPedro diminuiu para o time carioca, no seu primeiro gol em seu retorno ao futebol após ficar cerca de oito meses sem atuar por causa de lesão no joelho direito.

Ainda que com predomínio do Santos, o duelo foi equilibrado até o primeiro gol da partida, de Sasha, que marcou pelo segundo duelo consecutivo no Brasileirão. Depois, o time da casa se impôs e aproveitou os espaços para marcar pela segunda vez, com Sánchez, desperdiçando outras chances. O Fluminense ainda diminuiu, mas não teve forças para arrancar o empate.

Atuando em casa, o Santos teve mais volume de jogo e criou suas principais chances em lances nos quais, com a marcação adiantada, roubou a bola na defesa do Fluminense - foi assim que surgiu o segundo gol do time, de Sánchez. Mas só foi marcar na etapa final, após Sampaoli mudar a sua nova opção tática, de escalar três zagueiros, quando trocou um deles - o colombiano Felipe Aguilar - pelo lateral-direito Victor Ferraz, sendo que Lucas Veríssimo era quem ocupava a sua posição nos lances de ataque do primeiro tempo.

Outro destaque do time saiu do banco de reservas, o volante Jean Lucas, perigoso em várias ações ofensivas na segunda etapa, quando substituiu Jean Mota, que foi titular mesmo sofrendo com dores no joelho direito, o que pode ter pesado para a sua atuação apagada.

O resultado levou o Santos aos mesmos seis pontos de São Paulo e Atlético-MG, sendo que o clube do Morumbi está na liderança pelo saldo de gols - 3 contra 2 dos alvinegros. Já o Fluminense ainda não pontuou após dois jogos disputados, assim como o Vasco. No fim de semana, pela terceira rodada, ambos os times serão visitantes. No domingo, o Santos jogará no Rei Pelé contra o CSA, enquanto o Fluminense terá pela frente o Grêmio em Porto Alegre.

O JOGO

Como havia ocorrido contra o Grêmio, Sampaoli voltou a escalar o Santos com três zagueiros, mas sem o capitão Victor Ferraz, o que levou Lucas Veríssimo a atuar como lateral-direito em algumas jogadas de ataque, chegando a aparecer até na grande área em uma ação ofensiva.

O Fluminense, porém, também tinha postura ofensiva, a ponto de quase ter desperdiçado duas chances com Luciano nos minutos iniciais. Como o Santos também atacava muito, e em velocidade, o começo do duelo foi eletrizante, com Sánchez e Jorge perdendo chances, assim como Soteldo, o jogador mais participativo do time na etapa inicial, ao lado do lateral-esquerdo.

Esse ritmo eletrizante não se manteve no restante do primeiro tempo, pois o Santos passou a marcar melhor o Fluminense, só correndo riscos quando Vanderlei saiu jogando errado, permitindo um chute, ainda que fraco, de Alan. Mas mesmo melhor em campo, o Santos era pouco objetivo e ainda falhou nas chances que teve antes do intervalo, levando o placar de 0 a 0 ao intervalo.

Para a etapa final, Sampaoli promoveu a entrada de Victor Ferraz, em uma tentativa de dar mais força ao ataque santista pela direita. O time, porém, não conseguia se impor, a ponto de o Fluminense até chegar com perigo em uma finalização de Everaldo. Ainda assim, conseguiu marcar. Aos 19 minutos, Rodrygo cruzou forte da direita e Nino rebateu. Na sobra, Sasha chutou de chapa, a bola bateu no travessão e entrou.

A partir daí, o Santos dominou o duelo. Acertou a trave em finalização de Jean Lucas e encaminhou o triunfo aos 27. Bruno Silva errou a saída de bola, o Santos retomou a posse, com Pituca acertando a trave em chute de fora da área. No rebote, com Rodolfo batido, Sánchez completa para as redes de joelho.

Aproveitando os erros e espaços deixados pela defesa do Fluminense, o teve boas chances com Rodrygo e Jorge, mas falhou. E o time carioca diminuiu aos 39, em jogada pela ponta, com Everaldo cruzado para Pedro, que se livrou da marcação de Gustavo Henrique para marcar de cabeça. Jean Lucas ainda perdeu a chance de fazer o terceiro para o Santos, mas não fez falta para o time, que ganhou pela segunda vez no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 2 x 1 FLUMINENSE

SANTOS - Vanderlei; Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar (Victor Ferraz) e Gustavo Henrique; Carlos Sánchez (Cueva), Diego Pituca, Soteldo, Jean Mota (Jean Lucas) e Jorge; Rodrygo e Eduardo Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli.

FLUMINENSE - Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Airton (Pedro), Bruno Silva e Allan (Pablo Dyego); Everaldo, Luciano e Yony González (Léo Artur). Técnico: Fernando Diniz.

GOLS - Eduardo Sasha, aos 19, e Carlos Sánchez, aos 27, e Pedro, aos 39 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO).

CARTÕES AMARELOS - Airton, Rodrygo, Soteldo, Allan e Diego Pituca.

RENDA - R$ 294.075,00.

PÚBLICO - 10.564 torcedores.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários